Colégio Catarinense no combate ao coronavírus

As notícias veiculadas a respeito do coronavírus têm provocado grande preocupação no mundo todo, principalmente pela decretação de uma pandemia por parte da Organização Mundial da Saúde.

A partir desse fato, os colégios da Rede Jesuíta, entre eles o Colégio Catarinense, vêm adotando medidas preventivas, como sempre fizeram em relação a outras doenças transmissíveis. Entre as ações que estão sendo adotadas desde a confirmação da gravidade da situação, destacam-se o envio do Comunicado 023/2020 aos pais e responsáveis de alunos e aos demais membros da comunidade educativa sobre as principais medidas preventivas já adotadas, entre elas, palestras, orientações em sala de aula sobre boas práticas no cuidado respiratório, difusão e reforço de informações sobre a importância da higienização das mãos, entre outras.

Como amplamente divulgado por especialistas, prevenir é a maior arma para evitar a transmissão do vírus, que acontece por via respiratória, geralmente pela inalação de partículas de secreção infectada. A fim de evitarmos a propagação do vírus, sua família pode ajudar seguindo as orientações abaixo:

a) Não enviar para a escola estudantes que chegaram de viagem ou que tiveram contato com pessoas com suspeita da doença;

b) Não enviar para a escola estudantes com sintomas compatíveis com infecções respiratórias, como febre, tosse e dificuldade para respirar. Procurar o serviço médico e informar a situação à Coordenação da Unidade de Ensino para que haja ciência, acompanhamento dos casos e sejam tomadas providências pedagógicas para com o estudante. No retorno às aulas, o atestado médico deverá ser entregue ao assistente de coordenação;

c) Reforçar a prática de medidas preventivas com crianças e jovens em casa e a necessidade de adotá-las para proteger a si e as pessoas com quem convivem.

Listamos, a seguir, as principais medidas preventivas indicadas pelo Ministério da Saúde e que devem ser adotadas por todos:

1. Evitar contato próximo com pessoas doentes;

2. Ficar em casa quando estiver doente;

3. Cobrir boca e nariz com um lenço de papel e jogá-lo no lixo ao tossir ou espirrar;

4. Lavar as mãos, frequentemente, com água e sabonete, pelo menos por 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool 70%;

5. Evitar tocar os olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

6. Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Em caso de dúvidas ou para mais informações, sugerimos acessarem o site do Ministério da Saúde, disponível em: https://saude.gov.br/.

2020-03-13T21:47:43+00:00