Sobre Lucimar Polli

Esse autor ainda não preencheu quaisquer detalhes.
So far Lucimar Polli has created 198 blog entries.

Educadores e antigos alunos passam por formação para monitorias do EFI 2024

O Colégio Catarinense esteve representado, pelo assistente de pastoral Felipe Bernardini e pela antiga aluna, Isís Bertoldi, no encontro de formação dos monitores que vão atuar na 7ª edição do Encontro de Formação Integral (EFI).

Os monitores – antigos alunos e educadores – estiveram reunidos entre os dias 21 e 23 de abril, na Casa de Retiro Padre Anchieta, na cidade do Rio de Janeiro, participando das reuniões preparatórias e do planejamento das atividades que serão oferecidas às delegações representantes dos colégios da Rede Jesuíta de Educação (RJE).

O EFI já tem data definida e vai acontecer entre os dias 7 e 16 de outubro, na Casa da Juventude Joanin Rosseti, localizada na cidade de Caxias do Sul (RS), contando com a participação de estudantes entre 14 e 17 anos da RJE.

O Encontro tem como objetivo colaborar com as dimensões afetivo-emocional, espiritual-religiosa, ética, comunicativa e sociopolítica dos alunos, por meio de uma experiência profunda com Deus, iluminada pelo modo de proceder inaciano.

@redejesuitadeeducacao
@jesuitasbrasiloficial
#colegiocatarinense #ocolegioqueficaemvoce #redejesuitadeeducacao #rje #jesuitasbrasiloficial #somosjesuitas #somosflacsi

2024-04-24T20:27:32+00:00abril 24th, 2024|

Lançada a 11ª edição do Clube do Faraó, projeto de série das turmas

Foi dada a largada para o Clube do Faraó 2024, que abrange os alunos das cinco turmas do 6º ano do Ensino Fundamental. O projeto envolve as disciplinas de História, Língua Portuguesa, Teatro e Filosofia, sendo muito aguardado pelos alunos, pois, além dos aspectos acadêmicos, o Clube desenvolve o trabalho colaborativo, a inteligência emocional e a criatividade dos estudantes.

A ideia é proporcionar momentos lúdicos que servem para revisar conteúdos aplicados em sala de aula e relacionados às civilizações do Antigo Egito, Mesopotâmia, Grécia, Roma, Incas, Maias e Astecas, fazendo com que os estudantes retomem e demonstrem o que aprenderam em relação ao Mundo Antigo.

O projeto apresenta um cronograma dinâmico de leituras, produções artísticas, pesquisas e exercícios, para disputar a vaga de representante de turma na grande final, compartilhando conhecimento de forma lúdica e com direito a muita torcida e emoção.

Em sua 11ª edição, o Clube do Faraó 2024 promete muito conhecimento, diversão e disputas. Que os deuses egípcios do Mundo Antigo – Rá (Sol), Osíris (morte e ressurreição), Ísis (magia e maternidade), Anúbis (mumificação), Horus (céu) e Seth (caos) – entre outros, guiem nossos estudantes nessa caminhada rumo à final do Clube do Faraó 2024.

Assista a Grande Final de 2023 em nosso canal no YouTube.

2024-04-24T19:06:38+00:00abril 24th, 2024|

Palestra no Colégio Catarinense promove inclusão

As turmas do 8º ano do Colégio Catarinense receberam, nesta terça-feira (23), no Auditório João Paulo II, o atleta paralímpico, Ricardo Mattei, e a professora adjunta de Educação Física da UFSC, Bruna Seron, para uma palestra em prol da inclusão para pessoas com deficiência no esporte. Logo no início, os estudantes responderam a um rápido questionário acerca da sua percepção sobre deficiência e esportes adaptados.

Ricardo Mattei, que se destaca tanto no handebol quanto no parabadminton, um dos esportes de destaque nas paralímpiadas (denominação dada pelo Comitê Paralímpico Internacional), compartilhou com a plateia sua jornada, seus desafios e suas vitórias. Respondendo às perguntas dos alunos, ele ofereceu uma visão única de seu dia a dia como atleta e salientou a importância do esporte adaptado para pessoas com deficiência.

Em meio a várias perguntas, o atleta explicou a diferença entre a cadeira de rodas e a cadeira de rodas feita especialmente para os jogos. “Em jogos, usamos uma cadeira especial, uma mais “cambada” pros lados (…), porque, como são 4 pessoas na quadra, geralmente batemos uns nos outros, e essa cadeira evita que a gente caia durante os jogos”, explicou Ricardo.

Você sabe o que é parabadminton?

O parabadminton é um esporte jogado com raquete e peteca que, em seu formato paralímpico, é praticado por atletas com deficiência física. No entanto, também é praticado por atletas com deficiência intelectual e surdos. A modalidade é disputada em uma quadra retangular, e suas dimensões podem variar de acordo com as classes, utilizando-se as marcações de uma quadra oficial de badminton.

O jogo é disputado em melhor de 3 games de 21 pontos, vence quem ganhar 2 games. Para fazer o ponto, é necessário que a peteca toque o chão da quadra do adversário ou que ele cometa um erro, como jogar a peteca para fora da quadra. Muitas pessoas comparam o parabadminton ao xadrez, por exigir jogadas estratégicas e alto grau de concentração.

O parabadminton fez sua estreia em Tóquio 2020, mas o esporte é disputado em nível internacional desde a década de 1990, com o primeiro Mundial acontecendo nos Países Baixos, em 1998.

@redejesuitadeeducacao
@jesuitasbrasiloficial
#colegiocatarinense #ocolegioqueficaemvoce #redejesuitadeeducacao #rje #jesuitasbrasiloficial #somosjesuitas #somosflacsi

2024-04-23T20:51:40+00:00abril 23rd, 2024|

Semana da Alegria proporcionou momentos de espiritualidade para estudantes do 6º ano ao Novo Ensino Médio

Do dia 01 até 06 de abril, os alunos das unidades de Ensino II e III estão participando da celebração da Semana da Alegria, “Alegrem-se no Senhor”. A celebração é compreendida como um momento de espiritualidade e partilha, durante a qual os alunos são convidados a compreender melhor a experiência da Ressurreição. Quando Jesus aparece para mulheres, primeiras testemunhas da sua ressurreição, ele diz: “Alegrai-vos!” (Mt 28,9).

Provocados pelo Fráter Igor Cristiano, SJ, os alunos têm rezado e refletido sobre a importância da alegria, sobre a comunhão e a fraternidade, de modo a pensar que fortalecer, criar laços, só pode ser compreendido por meio da experiência da Ressurreição. As perguntas fundamentais foram: onde e de que modo cada um faz a experiência de Ressurreição no cotidiano da vida?

@redejesuitadeeducacao @jesuitasbrasiloficial
#colegiocatarinense #ocolegioqueficaemvoce #redejesuitadeeducacao #rje #jesuitasbrasiloficial #somosjesuitas #somosflacsi

2024-04-05T21:01:15+00:00abril 5th, 2024|

Colégio Catarinense realiza ações de conscientização contra o bullying e cyberbullying ao longo do mês de abril

No próximo domingo (7), o Brasil recorda o Dia Nacional de Combate ao Bullying e à Violência na Escola. O tema, extremamente sensível e preocupante, está sendo abordado com os alunos ao longo de todo o mês pelo Serviço de Orientação de Aprendizagem (SOA), do Colégio Catarinense. Há alguns anos, o Colégio tem um projeto específico que trata da Prevenção e do Combate ao Bullying e Cyberbullying, abordando o assunto com todos os estudantes, da Educação Infantil até o Novo Ensino Médio, e propondo práticas pedagógicas de reflexão.

As atividades de prevenção e conscientização, que iniciaram no dia 1º de abril e prosseguem até o dia 12 para os estudantes da Educação Infantil ao 5º ano, estão voltadas aos cuidados no uso responsável das mídias sociais. Já para os demais alunos, as atividades iniciam no dia 8 e finalizam no dia 22 de abril. Além das atividades em sala de aula, o Colégio Catarinense lançou, em suas redes sociais, uma campanha de conscientização e combate ao bullying, esclarecendo que a melhor forma de combatê-lo é falando sobre ele.

Embora a palavra bullying tenha sido incorporada apenas nas décadas de 80 e 90 a partir de estudos sobre esse fenômeno social nas escolas, o comportamento que remonta o vocábulo reside na memória de todos os que percorreram o caminho do ambiente escolar, independentemente da época. O fenômeno do bullying configura-se como uma condição marcada por agressões deliberadas, perpetradas de maneira reiterada por um ou mais indivíduos contra uma ou mais pessoas. Originada do inglês, a palavra bully traduz-se como “valentão” ou “brigão”.

A despeito da ausência de uma designação específica em português, sua essência é compreendida como ameaça, humilhação e intimidação. Segundo dados do 17º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgados em 2023, 38% das escolas brasileiras relataram problemas com o bullying, destacando Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Sul como os estados com maiores índices de escolas que registraram ocorrências nesse sentido.

O bullying, principalmente no ambiente escolar, traz inúmeras consequências negativas para a criança, algumas delas podendo ser bem graves, inclusive. Isolamento social, perda de motivação, piora no rendimento escolar e traumas psicológicos são apenas alguns exemplos de como esse tipo de agressão pode prejudicar a criança alvejada.

Uma das proposições do projeto desenvolvido no Colégio Catarinense e coordenadas pelo SOA da Unidade de Ensino I envolveu as crianças das turmas de 4º e 5º ano, que participaram de um momento especialmente voltado à reflexão sobre o tema e à análise de um questionário elaborado pelos próprios alunos, com perguntas a respeito do uso das tecnologias e das atitudes perante seus colegas. As demais turmas da Unidade de Ensino I também participaram de momentos como esse, visando a conscientizar todos os alunos de que a convivência saudável é aquela gerada pelo respeito, pela partilha e pela fraternidade entre todos.

Já para as Unidades de Ensino II (do 6º ao 9º ano) e III (Novo Ensino Médio), as atividades pertinentes ao tema acontecerão durante as aulas de Formação Humana e Cristão, por meio da exibição de um filme e da leitura de um texto. Na sequência, os alunos participarão de momentos reflexivos sobre o assunto.

@redejesuitadeeducacao @jesuitasbrasiloficial
#colegiocatarinense #ocolegioqueficaemvoce #redejesuitadeeducacao #rje #jesuitasbrasiloficial #somosjesuitas #somosflacsi

2024-04-05T19:17:17+00:00abril 5th, 2024|

Colégio Catarinense promove Semana Santa Jovem

O Colégio Catarinense promove, de 27 a 30 de março, a Semana Santa Jovem (SSJ), uma iniciativa que oferece aos estudantes do 9º ano até o Terceirão uma oportunidade única de reflexão e espiritualidade. A celebração da Semana Santa torna-se ainda mais especial com a proposta de participação nos Exercícios Espirituais (EE) de Santo Inácio de Loyola, que permitem aos jovens a vivência litúrgica do tríduo pascal, com dinâmicas adaptadas à realidade juvenil, como Via-sacra, espaço de vivências e catequese-contexto, entre muitas outras.

A Casa de Retiros Vila Fátima, em Florianópolis/SC, será o local escolhido para essa vivência, proporcionando aos participantes um ambiente propício para o silêncio e o fortalecimento da fé. No sábado (30), os estudantes retornarão do retiro para reencontrar suas respectivas famílias na Igreja Santa Catarina de Alexandria, onde acontecerá a celebração do Sábado de Aleluia, marcando a conclusão da Semana Santa Jovem. Para participar, é necessária uma inscrição prévia, que pode ser feita diretamente no Serviço de Orientação Religiosa e Pastoral (SOREP) até o próximo dia 22 de amrço.

A experiência da SSJ possibilita que os jovens se aproximem do jeito inaciano de celebrar as riquezas espirituais da fé cristã. Ao final, espera-se não apenas o fortalecimento da fé dos participantes, mas também a promoção de valores como solidariedade, respeito e compaixão, a partir de um novo modo de olhar a vida de Jesus.

O que são os Exercícios Espirituais propostos por Santo Inácio de Loyola?

São um processo, uma metodologia, para uma experiência espiritual, que tem como ferramenta principal a oração e, como meta, o discernimento. São chamados de Exercícios Espirituais os diferentes modos de se preparar e dispor a alma para procurar e achar a vontade de Deus.

Por meio dos Exercícios Espirituais, cada um é convidado a descobrir Deus e seu projeto, de forma a conhecer-se mais a fundo, em suas luzes e sombras. É um método de oração que já ajudou uma infinidade de pessoas a ganhar profundidade, sentido e compromisso em suas vidas. Os Exercícios são uma jornada de identificação com Jesus e com o seu estilo de vida, por meio do qual podemos perceber o modo concreto como Deus nos convida a colaborar com o Seu Reino, tornando o mundo mais justo.

@redejesuitadeeducacao @jesuitasbrasiloficial
#colegiocatarinense #ocolegioqueficaemvoce #redejesuitadeeducacao #rje #jesuitasbrasiloficial #somosjesuitas #somosflacsi

2024-03-14T13:24:48+00:00março 13th, 2024|

Votos Solenes de Pe. Eduardo Severino, SJ, são professados na Capela Santo Inácio, do Colégio dos Jesuítas (MG)

Celebração presidida por Pe. Smyda, SJ, Provincial dos Jesuítas no Brasil, foi marcada por fraternidade e emoção

Jesuíta há 24 anos, Pe. Eduardo Roberto Severino, SJ, escolheu a Capela Santo Inácio, no Colégio dos Jesuítas, em Juiz de Fora (MG), para professar seus Votos Solenes, ou Últimos Votos, na manhã deste sábado (9), num momento de grande emoção para toda a comunidade. Presidida pelo Provincial dos Jesuítas no Brasil, Pe. Mieczyslaw Smyda, SJ, a celebração também contou com a participação de jesuítas irmãos e presbíteros, amigos de Pe. Eduardo da comunidade eclesial, familiares, o Diretor da Rede Jesuíta de Educação, Prof. Fernando Guidini, o Diretor-geral do Colégio dos Jesuítas, Prof. Edelves Rosa Luna, o Diretor Administrativo do Jesuítas, Mauro Fortunato, o Coordenador de Formação Cristã, Marcelo Sabino, o Superior da comunidade jesuíta em Juiz de Fora, Pe. Marco Antonio, SJ, além de educadores da comunidade educativa local. Diretor-geral do Colégio Catarinense, Pe. Eduardo também compartilhou o momento com o Diretor Administrativo, Fábio Pedro, a Diretora Acadêmica, Louisa Schröter, ambos do Colégio Catarinense, e com o Superior de sua comunidade religiosa em Florianópolis, Pe. Elcio de Toledo, SJ.

“Depois desses 24 anos, escolho Juiz de Fora, porque não faz sentido professar os Últimos Votos fora de uma casa ou de uma obra apostólica da Companhia de Jesus. Escolho Juiz de Fora porque aqui há um Colégio, uma Capela e, também, porque está muito próximo da cidade de minha origem, onde mora minha família: Cataguases. É próximo de amigos que estão em Belo Horizonte ou Rio de Janeiro. É um momento de juntos agradecermos ao Senhor por tantos dons e bens recebidos ao longo dessas décadas. Escolhi Juiz de Fora para estar junto dos meus, da comunidade educativa, de uma obra apostólica da Companhia, com a comunidade apostólica próxima, para ser recebido nesse corpo”, pontuou Pe. Eduardo, destacando as muitas presenças importantes em sua trajetória, como a do Mons. José Carlos Ferreira Leite, que, em sua juventude, era pároco no Santuário Santa Rita de Cássia, em Cataguases.

O Superior da comunidade jesuíta em Juiz de Fora, Pe. Marco Antônio, SJ, ressaltou a importância da partilha que o momento representa na vida religiosa: “Para nossa comunidade é importante, porque manifestamos para ele a acolhida da Companhia de Jesus. É um motivo de alegria, de muito carinho e afeto. É alguém que entra em caráter definitivo e, para nós todos, é motivo de grande contentamento”, destacou. O Diretor-geral do Colégio dos Jesuítas, Prof. Edelves Rosa Luna, acrescentou a relevância da celebração: “Para nós, é motivo de muita alegria poder recebê-lo, bem como sua família, amigos e demais jesuítas, para este momento que renova, em nossa comunidade, a sua vinculação com a Companhia de Jesus, com os jesuítas e com a missão da Companhia de Jesus, que, em Juiz de Fora, tem um forte apelo à educação, muito embora seja diversa no mundo inteiro onde atua”, comemorou.

“Ele nos enriquece como Companhia de Jesus”

Na vida religiosa na Companhia de Jesus, existem dois momentos em que o jesuíta professa votos: no início da formação, com os Votos Simples, e ao final da formação, diante da experiência como jesuíta, com os Últimos Votos, ou Votos Solenes. Os primeiros são aqueles por meio dos quais o jesuíta aceita ingressar na Companhia de Jesus e manifesta o desejo de nela depositar sua energia, ainda que não esteja

disponível para a missão, já que se encontra em formação. Os Últimos Votos, diferentemente, são realizados quando o jesuíta se encontra livre, com sua formação integral concluída, pronto para ser enviado para onde a Companhia escolher. “Neste momento, a Companhia o convida para fazer os Votos Solenes”, explica Pe. Marco Antônio, SJ, Superior da comunidade jesuíta em Juiz de Fora.

Somando 50 anos na Companhia de Jesus, quase 40 deles vivendo no Brasil, Pe. Smyda, SJ, Provincial dos Jesuítas no Brasil, destaca o modo de proceder próprio dos jesuítas, desde Santo Inácio, fundador da Companhia. “Qual é esse modo?”, indaga, para em seguida responder: “Antes de tudo, a disposição para a missão, para o discernimento, para seguir a voz de Jesus e do Senhor que nos chama. Essa resposta do jesuíta é confirmada, finalmente, pela Companhia de Jesus como uma instituição que o quer acolher definitivamente como jesuíta, como membro desse corpo apostólico. Quem decide é o próprio Padre Geral. Por isso é tão importante que os companheiros que convivem com esse jesuíta tenham certeza de que ele faz parte do nosso grupo, do nosso corpo, da alegria de viver como companheiro de Jesus.”

Esse corpo, segundo Pe. Smyda, transforma-se para melhor diante dos Votos Solenes de Pe. Eduardo. “Ele testemunhou, durante todos esses anos, o desejo enorme de preparar-se para a missão, espiritual e intelectualmente. É um grande e exímio homem que busca a espiritualidade inaciana, propaga e convida os outros a experimentarem o que Deus nos pede através dos Exercícios Espirituais. Ele guarda a sua negritude como testemunha de viver aquilo que a Companhia tanto preza: as raças, as culturas, as maneiras de ser e se encontrar como um corpo apostólico da diversidade de tudo”, celebra o Provincial. E finaliza: “Ele é um homem que nos enriquece como Companhia de Jesus, faz parte do corpo apostólico que nós queremos ser no mundo de hoje e, principalmente, no Brasil.”

Com a colaboração de Mauro Morais (Colégio dos Jesuítas, Juiz de Fora/MG)

@redejesuitadeeducacao @jesuitasbrasiloficial @colegiodosjesuitas @maurograbrielmorais
#colegiocatarinense #ocolegioqueficaemvoce #redejesuitadeeducacao #rje #jesuitasbrasiloficial #somosjesuitas #somosflacsi

2024-03-11T15:45:50+00:00março 11th, 2024|

Alunos do Catarinense representam Santa Catarina na seletiva para formar a equipe brasileira que vai disputar a Olimpíada Internacional de Astronomia e Astronáutica

O Colégio Catarinense anuncia, com orgulho, a participação, de 11 a 14 de março no RJ, dos alunos Lucas Rodrigues Scharf e Rafael de Oliveira Breseghello, ambos da 3ª série C, na seletiva para compor a equipe brasileira na 17ª Olimpíada Internacional de Astronomia e Astronáutica (IOAA). A IOAA está prevista para acontecer nos dias 17 a 27 de agosto no Brasil.

As provas para essa etapa reúnem jovens talentos de todo o país, proporcionando aos participantes a oportunidade de destacarem-se em um cenário científico desafiador. Os dois alunos do Catarinense foram convidados em função do desempenho deles na prova do Ensino Médio.  Também foram convidados mais sete estudantes catarinenses das cidades de Blumenau, Joinville, Balneário Camboriú e Joaçaba. Participam do processo seletivo, que inclui duas provas teóricas e duas práticas, mais de 100 estudantes de vários estados brasileiros

Os 10 alunos mais destacados terão a oportunidade de integrar as equipes que representarão o Brasil em competições internacionais, como a IOAA e a 16ª Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica, que acontecerão neste ano. A presença de Lucas Rodrigues Scharf e Rafael de Oliveira Breseghello na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é motivo de alegria para toda a comunidade educativa. O Colégio Catarinense reconhece o esforço desses jovens talentos e espera que essa experiência estimule o interesse de outros estudantes por áreas científicas desafiadoras.

@redejesuitadeeducacao @jesuitasbrasiloficial
#colegiocatarinense #ocolegioqueficaemvoce #redejesuitadeeducacao #rje #jesuitasbrasiloficial #somosjesuitas #somosflacsi #olimpiadadeastronomiaeastronautica

2024-03-10T13:53:44+00:00março 8th, 2024|

Colégio Catarinense inicia palestras em parceria com a Polícia Militar

Nesta semana, iniciaram-se os encontros do Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência (Proerd) nas turmas de 5º ano do Colégio Catarinense. Promovido pela Polícia Militar de Santa Catarina em parceria com a escola, o Proerd visa a capacitar jovens estudantes com informações e habilidades necessárias para viverem de maneira saudável, afastando-se das drogas e da violência.

Ao longo de 10 encontros, que iniciaram em março, os alunos do 5º ano serão envolvidos em discussões e atividades focadas em temas cruciais para seu desenvolvimento saudável. Os assuntos incluem tomada de decisões, compreensão de riscos e consequências, habilidades para lidar com pressão e situações de tensão, comunicação verbal e escuta ativa. Além disso, serão abordados temas atuais, como bullying, cyberbullying e informações sobre como buscar ajuda em situações de emergência.

Nos encontros, o soldado Carlos Manoel Caetano Junior, responsável por liderar as palestras, traz uma abordagem educativa e empática sobre os desafios relacionados às drogas e à violência. Ao término dos encontros está prevista uma formatura, na qual os alunos poderão compartilhar com suas famílias o que aprenderam durante o programa. A participação ativa dos pais é incentivada, visando a fortalecer os laços familiares e a garantir que as lições do Proerd sejam reforçadas no ambiente doméstico.

@redejesuitadeeducacao @jesuitasbrasiloficial @pmscproerd
#colegiocatarinense #ocolegioqueficaemvoce #redejesuitadeeducacao #rje #jesuitasbrasiloficial #somosjesuitas #somosflacsi #proerdsc

2024-03-08T19:37:49+00:00março 8th, 2024|

Alunos da eletiva de Art&Design participam de palestra sobre mercado de trabalho da publicidade

Nesta terça-feira (5/3), os alunos da 2ª série do Novo Ensino Médio conheceram um pouco mais sobre o mercado da publicidade e propaganda. Os estudantes da eletiva de Art&Design, do Colégio Catarinense, participaram de bate-papo com o publicitário e escritor Jaisson Pepes, diretor de criação da agência 9mm, de Florianópolis. O publicitário iniciou sua vida profissional como redator publicitário em 2002 e possui trabalhos reconhecidos em importantes festivais de propaganda, além de já ter escrito os livros “O Chantagista” e “Bandeira 2”.

Pepes compartilhou um pouco sobre a história da publicidade, destacando sua evolução ao longo dos anos e os desafios enfrentados por aqueles que desejam cursar a faculdade de propaganda. Os alunos puderam compreender como a publicidade desempenhou um papel crucial na sociedade, moldando hábitos e influenciando comportamentos.

Ao adentrar no universo das agências de publicidade, Jaisson explicou detalhadamente o funcionamento interno de uma agência, revelando alguns detalhes como as etapas percorridas para que uma ideia se transforme em campanha, os departamentos que compõem uma agência, proporcionando aos estudantes uma visão abrangente do processo criativo e das habilidades necessárias para se destacar na profissão.

@redejesuitadeeducacao @jesuitasbrasiloficial
#colegiocatarinense #ocolegioqueficaemvoce #redejesuitadeeducacao #rje #jesuitasbrasiloficial #somosjesuitas #somosflacsi

2024-03-05T22:08:53+00:00março 5th, 2024|
Ir ao Topo